banner

22 de dez de 2012

Revista Placar 1977

Relembrando: Casos de Corrupção no Futebol Paranaense


A Revista Esportiva Placar, nº 357 edição de 25 de Fevereiro de 1977, na matéria assinada por, Milton Ivan, entre muitos outros assuntos trazia a partir da página 38 à 40, casos de suspeição de corrupção no Futebol Paranaense envolvendo Munir Calluf, acusado de subornar juízes, quando era diretor do Coritiba em 68 e 69.

No entanto nada ficou provado e depois constatou-se que tudo não passou de especulações que a própria revista retrata no início da matéria, que tratava-se apenas de fofocas concentradas num ponto tradicional de Curitiba - a Boca Maldita. 

Sabe-se também que Munir tinha o desejo de um dia ser Presidente do Coritiba e de antemão queria impôr suas metodologias e seus conceitos de trabalho no Coxa, mas que foram impedidas por Evangelino na época. 

Após isso Munir foi trabalhar no clube da baixada e como sempre falava pelas ventas e com o intuito de atingir Evangelino, abriu a boca pra tentar chamar atenção a si e falar coisas que depois JAMAIS FORAM PROVADAS.

Chegou a dizer uma vêz na época que comprou e foi comprado, roubou e foi roubado, então, como Munir sabia das falcatruas dos bastidores do futebol e como bom descendente Árabe era vivo e esperto, matreiro, sabia que se falasse coisas do passado, era considerado folclore mesmo, então, falava um monte de coisa que no final da contas NUNCA jamais ficou provado em nada.

Título da matéria na página 38


O interessante é dizer que, assim como um dirigente do CORITIBA foi acusado na matéria,  nesta mesma revista, na página 39,  Carneiro Neto diz perdeu a fé no Futebol Paranaense e na continuação da leitura, têm-se a confirmação de que "se" o Coritiba era ajudado, o Clube Atlético Paranaense também o era.

Quem ajudava o time da Baixada era o juiz uruguaio chamado Júlio Salsamedi, que torcia para o CAP abertamente e apitava os jogos da Baixada do time do seu coração, conforme ilustra a imagem abaixo.



No detalhe:


Agora, para quem conhece e fala com a razão, se Munir comprou árbitros em 68 e 69 para o Coxa ser campeão, não foge a regra em 70, quando o CAP comandado pelo coronél - Passserino Moura -, jogou em Paranaguá contra o Seleto e precisando ganhar, fêz 4 a 1 e todos falaram na época, que se Munir comprava árbitros, o Atlético ia e comprava já o time inteiro dos adversários.

E foi o que aconteceu, pois após o campeonato, trouxe o falecido Hélio Alves para supervisor e Luis Antonio(jogador) para disputar o Campeonato Nacional, e isso fazia parte do acordo, entre o coronel Passerino e os Dirigentes do Seleto, os amigos leitores que perguntem ao advogado e cronista atleticano que tem um espaço num Jornal da cidade, para falar mal do Coritiba e bem do CAP, assim como a um outro atleticano que foi um dos autores do Livro: "Atle-Tiba, paixão das multidões",  eles sabem tudo! 

Depois na final em 1979 entre Coxa e Colorado, alguns dias depois, invejosos e caluniadores soltaram aos quatros ventos que o Coxa tinha comprado o goleiro Wilson e mais dois jogadores do Colorado, e isso sempre foi assim, só que nunca provaram nada.


Em 2012 a mesma coisa, após a conquista do Tri-Campeonato do Coritiba, alguns chorões caluniadores acusaram o Coritiba de ser favorecido pelas arbitragens, mas como sempre NADA ficou provado.

Time pequeno é assim, são fracos e invejosos, como não conseguem derrubar o CORITIBA dentro do campo, tentam atingir e denegrir a IMAGEM do maior rival, assim como suas conquistas, porém com acusações que NUNCA foram provadas.


Finalizando
O Coritiba foi e continua sendo o maior vencedor do Paraná com todos os méritos, pois a nível Brasil na década de 70, mostrou que era o maior aqui, pois todos outros adversários viviam em crise de todos espécies, seja patrimonias caso do Colorado com a Rede Ferroviaria e o Atlético por gestões fracassadas.

Então, queriam ou não , ganhávamos tudo com méritos sem essa de questionar arbitragens , pois tinhamos os melhores jogadores e pagávamos em dia e muito bem, a consequência disso era os resultados no campo.

Depois vários ex-atletas daquele tempo encerraram suas carreiras e ficaram em Curtiba , pois o time que vieram jogar lhes colheu muito bem... então, contra fatos reais , não existem argumentos ! é isso ... ou tudo isso !


Confira
a matéria completa da Revista no link abaixo:

http://books.google.com.br/books?ei=cNZ8T5e2GoOAgwen9f3cCw&hl=pt-BR&id=3p2AQbOq2A0C&dq=Munir+Calluf+Dirigente+do+coritiba&ots=NdHe7X_DOZ&q=Munir+Calluf+Dirigente+do+coritiba#v=onepage&q&f=false


Nenhum comentário:

Postar um comentário