banner

3 de out de 2011

Figueirense 0 X 0 CORITIBA - Série A

Pra quem ainda acreditava que o CORITIBA tinha condições de almejar uma vaga na sonhada Libertadores, infelizmente no jogo de ontem, ficou mais do que claro que tudo não passou apenas de um sonho distante, bem distante para os torcedores do Verdão.


Provavelmente CORITIBA e Figueirense fizeram um dos jogos mais fracos dessa rodada. Se estivessem jogando até o presente momento, talvez o placar estaria ainda no 0x0. Vergonha pra quem almeja um lugar entre os grandes da América ano que vem. Vaga essa que Marcelo Oliveira e Edson Bastos deixaram escapar.


Um jogo muito fraco tecnicamente, no qual ambas as equipes não tiveram praticamente nenhuma oportunidade clara de gol. Um ou outro lance aconteceu, mas nada que tenha oferecido enorme perigo aos goleiros dos dois times.


Estou escrevendo este post e sinceramente não consigo lembrar de muitas chances claras de gol nem para o COXA e nem para os donos da casa em todo o jogo. No CORITIBA apenas um lance, Tcheco, que teve uma chance clara, não se sabe ao certo se ele tentou cruzar ou tentou finalizar para o gol. A bola passou raspando a trave. No Figueirense apenas aquela cobrança de falta batida por Júlio César no primeiro tempo e nada mais.


Os dois tempos da partida foram distintos, mas ao mesmo tempo iguais. Distintos, pois no primeiro tempo a posse foi maior do CORITIBA, enquanto que na segunda etapa o Figueirense teve mais posse de bola; e iguais, porque nenhum dos dois times conseguiram converter a posse de bola em chances claras de gol.
Um jogo que terminou no empate sem gols, pois não teve grandes emoções com as equipes se limitando a marcar mais do que produzir, onde a vontade falou mais alto do que a técnica propriamente dita. 
Uma partida fraca, de pouca inspiração e má qualidade individual de dois times que estão no meio da tabela e cada vez mais distantes do G4 do Campeonato Brasileiro.
O próximo confronto do CORITIBA será diante de sua torcida no COUTO PEREIRA no dia 08/10, sábado as 18:00 contra a equipe do Grêmio. 

[a tua camisa alviverde para sempre hei de amar]


Ceará 3 X 2 CORITIBA - Série A
Definitivamente o time do CORITIBA só joga com "PIJAMA", pois tem sido um visitante muito gentil e um anfitrião quase que imbatível dentro de CASA. Das 13 vezes que atuou longe do COUTO PEREIRA, o time do Alto da Glória venceu apenas 2 e empatou outras três. Apenas 9 pontos dos 39 disputados fora de casa. Um aproveitamento pífio, muito aquém do esperado e ridículo pra quem sonha com a vaga na Libertadores 2012, um objetivo que quase foi alcançado se nosso glorioso EDSON BASTOS, não tivesse falhado naquela decisão.
O JOGO: Jogando em casa, quem deveria tomar as primeiras tentativas ao ataque era o Ceará e de tanto pressionar apesar de muitos erros e encontrar resistência na boa zaga do CORITIBA, aos 8min, Roger é lançado na área e com uma linda bicicleta abre o marcador. 1X0.
Depois disso o CORITIBA acordou na partida e equilibrou o jogo. Começou a ditar um ritmo de jogo mais ofensivo e passou a dominar a partida, tanto que essa superioridade se converteu em gol. BILL aos 19min da etapa inicial empatou o jogo.1X1
O confronto seguia com mais chances ao CORITIBA que poderia ter virado, mas quando estava melhor, falta na intermediária defensiva do CORITIBA. Falta cobrada por Edmilson, a bola voou no ângulo de VANDERLEI que nem se mexeu. Era a virada do Ceará aos 40min. 2X1.
No segundo tempo, o CORITIBA correu atrás do empate, e surpreendeu mais uma vez os donos da casa, empatando a partida novamente com BILL, em falta cobrada por LÉO GAGO, e no bate e rebate a bola sobrou pra BILL, que fuzilou e empatou a partida, logo aos 3min da etapa final. 2X2.
A partida continuava sendo boa, com chances para os dois lados então os técnicos resolveram fazer suas mudanças, pois o empate não agradava nenhuma das equipes e ambos treinadores confiaram nas alterações pra ver se surtiriam efeitos. 
Em minha modesta opinião, as alterações foram determinantes para o resultado da partida.
No CORITIBA, o técnico coxa-branca fez duas substituições. Colocou o volante WILLIAN e sacou o veterano TCHECO. Novo fôlego e maior resguardo na meia-cancha pensou o treinador. Na segunda alteração, saiu AQUINO e entrou o atacante LEONARDO. As substituições não surtiram efeito algum e o time caiu de produção, virando presa fácil para os cearenses.

No Ceará, Estevam Soares também mexeu. Enquanto o time do CORITIBA queria dominar o meio campo, o time Alvinegro queria o contrário, que era se lançar mais para a frente. Para isso, tirou o volante Rudnei e colocou o centroavante Nicácio. DEU CERTO.
A jogada do terceiro gol cearense começou com boa enfiada de Osvaldo para Vicente, que na esquerda tocou limpa para Roger balançar as redes, aos 23 minutos e fechar o marcador em 3X2 para os donos da casa.
Como no primeiro tempo, o time do CORITIBA foi superior, no segundo quem deu as cartas, foi o time do Ceará, não dando chances ao CORITIBA que pouco assustou. Foi a primeira vitória do Ceará em quatros jogos disputados contra a equipe do CORITIBA nesse ano.
Com a derrota o time coxa-branca permanece na 9ª colocação e vê cada vez mais distante o sonho de disputar o torneio continental no ano que vem. Mesmo com a derrota o time do Alto da Glória, continua com o melhor ataque da competição com 44 gols assinalados.
O próximo compromisso do CORITIBA também será longe do seu reduto, no domingo dia 02/10 contra a equipe do Figueirense(SC), às 16:00 que também tem o mesmo número de pontos(36) mas que está em 10º pelos critérios de desempate.
[a tua camisa alviverde para sempre hei de amar]


CORITIBA 2 X 1 Cruzeiro - Série A
Raça.Determinação.Aplicação.Essas 3 palavras definem bem a 10ª vitória conseguida do CORITIBA na noite desta quarta no COUTO PEREIRA diante do Cruzeiro, equipe que sempre dificultou as coisas para a equipe alviverde. Com o resultado o CORITIBA sobe uma posição, para à 8ª com 36 pontos e de quebra chega ao topo da artilharia do Brasileirão, como o melhor ataque da competição deste ano com 42 tentos assinalados.
O JOGO: O primeiro tempo foi todo do CORITIBA, que atacava a todo instante a equipe de Minas Gerais. Logo aos 4min de jogo, LUCAS CLARO, substituto de LUCAS MENDES quase fez. O ritmo de jogo ofensivo do CORITIBA continuava, ora pela direita, ora pela esquerda. Aos 21min, em bola alçada na grande área em cobrança de falta cobrada por MARCOS AURÉLIO, o zagueiro EMERSON, destaque da noite, pois foi convocado para a Seleção por Mano Menezes, quase abre o placar.
Aos 22min, não teve jeito e em mais uma bola alçada na grande área, o goleiro cruzeirense, deu um soco na bola, que sobrou para MARCOS AURÉLIO, fora da área fuzilar e abrir o marcador. 1x0.
O ritmo imposto pela equipe da casa seguia que quase ampliou com RAFINHA, que depois viria a se contundir, dando lugar a EVERTON COSTA.
No segundo tempo, o COXA continuava melhor e foi pra cima e BILL, jogando uma bela partida,  em lançamento de TCHECO, quase marcou o segundo aos nove. 
Aos 13 minutos, em contra-golpe puxado por EVERTON COSTA, viu BILL, em boa posição e deu o passe, o atacante se livrou do zagueiro e fuzilou a meta de Fábio. 2x0. Para delírio da torcida coxa-branca.
Apartir daí a partida teve uma reviravolta impressionante, com os donos da casa sofrendo  um apagão inexplicável, e quem passou atuar mais no campo ofensivo foi a equipe de Minas, que começou a gostar do jogo e a jogar melhor dando sufoco, atrás de sufoco. O CORITIBA se perdeu em campo e não conseguia criar, talvez pela ausência de um dos craques, RAFINHA. O fato é, que com RAFINHA o CORITIBA joga de uma maneira, mais ofensivo, sem ele, o TIME DO ALTO DA GLÓRIA, cai de produção assustadoramente. 
E foi exatamente isso que ocorreu, de tanto pressionar, a equipe do Cruzeiro acabou marcando seu gol com Bobô, aos 19min.
Em síntese foi isso, como o primeiro tempo foi todo do CORITIBA, o segundo por sua vez, foi do CRUZEIRO, mas isso apenas apartir dos 15min quando a equipe mineira começou a jogar melhor, mas sempre esbarrando na boa zaga do CORITIBA, que se encontrava bem postada e garantiu a vitória por 2 a 1 com cara de Libertadores.
Vitória merecida pelo que apresentou o CORITIBA no primeiro tempo, e nos primeiros 15 minutos iniciais da etapa complementar e que se superou nos instantes finais.
Destaques Positivos:Emerson, zagueiro convocado para a Seleção, Bill e Marcos Aurélio e a zaga.
Destaques Negativos: Para arbitragem que deixou de expulsar o zagueiro do Cruzeiro e outros pontos capitais, como bola na mão dos jogadores do Cruzeiro e para os auxiliares, que estavam perdidos.
O próximo confronto do CORITIBA, será longe do seu reduto, dia 25/09 contra a boa equipe do Ceará, oponente das semi-finais da Copa do Brasil. O jogo será no domingo, em Fortaleza as 18:00.
[tua camisa alviverde para sempre hei de amar]


Inter 1 X 1 CORITIBA 


Empatado. Foi assim que terminou o jogo dos melhores ataques do campeonato com o número mínimo de gols no placar, com gosto amargo para gaúchos que foram superiores, mas não mais competentes e com gosto de mel para a equipe alviverde que além da sorte soube superar bem a pressão jogando fora de casa.
O JOGO: Logo no primeiro minuto da partida saiu o gol do Inter. O CORITIBA entrou desligado e viu o ágil ataque gaúcho, com Luiz Damião(o homem da lambreta) roubar a bola numa falha do CORITIBA, chegar a linha de fundo e cruzar na área para a defesa COXA ficar olhando e ver Oscar chegar e abrir o marcador em menos de 2 minutos de jogo. 1 X 0 para gaúchos.
O CORITIBA não foi sufocado pelo Inter, mas foi anulado e não conseguia furar a zaga gaúcha, fora algumas raras exceções em chutes de BiLL e Marcos Aurélio. Tcheco e Rafinha bem marcados pouco produziram. O Inter chegou a marcar o segundo gol, mas o gol foi anulado corretamente pelo auxiliar, mas não impediu o jogador gaúcho de comemorar e fazer dancinha na frente do auxiliar, mesmo com a bandeira levantada, fazendo um papel ridículo. O primeiro tempo terminou assim com direito a bola na trave pelo Inter e de belas defesas praticadas por  Vanderlei que foi o destaque da partida. Já o CORITIBA pouco produziu.
No segundo tempo, como aconteceu no início do jogo, só que dessa vez, foi a vez do CORITIBA, marcar logo aos 2 minutos o gol de empate. Marcos Aurélio cobrando falta na grande área e quem aparece, o bom zagueiro Emerson, que cabeceia e desvia matando o goleiro do Inter, fazendo o seu quarto gol no campeonato. 1 X 1.
A equipe do Inter sentiu o gol e demorou a se reencontrar em campo. O CORITIBA com o empate melhorou mas não foi incisivo em suas jogadas e não criou muitas chances no segundo tempo. O Inter sim, depois de passado o susto voltou a crescer e aos 17 minutos teve penalti ao seu favor. Kléber na cobrança e brilhou a estrela de Vanderlei que fez uma importante defesa, fechando o gol e deixando o jogo empatado. O Inter teria mais uma bola na trave aos 27min, mas na sequência da jogada foi marcado impedimento.
Fim de jogo, sob as vaias da torcida da casa e muita comemoração da equipe do CORITIBA, que não teve uma apresentação brilhante mas contou com a solidez de sua defesa e manteve o placar até o final. Parabéns ao CORITIBA, que trouxe um ponto importante do RGS em pleno Beira Rio e de uma das melhores equipes do campeonato. 
Destaques Negativos: BILL E LUCAS MENDES.
Destaques Positivos: Vanderlei e a zaga coxa-branca.
Com o empate, o CORITIBA permanece na 9ª posição com 33 pontos e continua ao lado do Inter com o melhor ataque da competição.
O próximo jogo do CORITIBA será em casa na 4ªfeira dia 21/09 às 20:30 no Estádio Couto Pereira diante do Cruzeiro.
(a tua camisa alviverde para sempre hei de amar) 


CORITIBA 5 X 0 BOTAFOGO - Série A

 

A figura dos atletas ilustrados na foto acima, é uma homenagem que esse blog faz a esses jogadores, pois os jogadores retratados na imagem fizeram na tarde deste domingo(11/09) o CORITIBA entrar mais uma vez para a história quebrando um antigo recorde do próprio Clube.
Com os cinco gols marcados diante da equipe do Botafogo, valendo pela 23ª rodada do returno, o CORITIBA atingiu outro recorde, além das 24 vitórias seguidas, atingidas nesse ano. Com os 124 gols nas 57 partidas que disputou este ano, o ataque alviverde superou a marca do time de 1972, que balançou as redes adversárias em 123 oportunidades, ao longo de 74 jogos. Parabéns ao Clube, ao elenco que entrou em campo nessa tarde ensolarada de domingo e aos atletas que balançaram as redes, fazendo o CORITIBA entrar mais uma vez para a história.
O JOGO: O placar fala por si só e dispensaria detalhes pormenorizados, mas como estamos aqui não só para apontar erros e fazer críticas, as vitórias também devem ser enaltecidas.
O primeiro tempo, foi um tanto quanto equilibrado, mas jogando em casa o CORITIBA impôs seu ritmo de jogo ofensivo e teve diversas oportunidades, mas somente aos 43min marcou seu primeiro gol de cabeça com o zagueiro Emerson, que tem sido destaque esse ano e teve participação decisiva na quebra do recorde de vitórias consecutivas.1X0 e fim de primeiro tempo.

O segundo tempo foi todo do CORITIBA que deitou e rolou e começou a atropelar a equipe carioca apartir dos 10min, quando Marco Aurélio aumentou a vantagem em gol de penalti cometido pelo goleiro do Botafogo. Os críticos afirmaram que não foi penalti, mas o goleiro carioca derruba o atacante Bill na área com a perna. Acertada a marcação do juiz, Fabrício Neves Corrêa. 2X0.
O terceiro veio aos 20min, de cobrança de falta cobrada por Marcos Aurélio, alçada na área, Bill oportunista entrou por de tráz da zaga e aumentou, dando um toque sútil e a bola foi entrando lentamente. 3X0 
O quarto gol, aos 36min, também teve participação de Marcos Aurélio que entrou livre na grande área, fez que ia chutar e deu um passe açucarado pra Rafinha, o melhor em campo converter. 4X0.
E quando tudo já parecia definido, aos 44min, Léo Gago tentou o chute, a zaga do Botafogo bateu cabeça e Everton Costa que tinha acabado de entrar, fuzilou as redes e decretou o massacre por 5a0, fechando o placar no ALTO DA GLÓRIA, fazendo assim a torcida relembrar os bons momentos do primeiro trimestre quando a equipe foi a sensação da temporada.
A equipe coxa-branca jogou melhor do início ao fim da partida e mereceu a vitória sobre uma das melhores equipes do país que continua ocupando a 4ª posição na tabela, assim também como mereceu o placar elástico. O goleiro Jefferson evitou uma goleada maior ainda.
Com o resultado o CORITIBA pulou para a 9ª colocação, com 32 pontos e um dos melhores ataques da competição com 39 GOLS. 
O próximo jogo será dia 18/09(domingo)no Beira Rio, justamente diante do Internacional, a equipe que ao lado de CORITIBA tem o melhor ataque. 
[a tua camisa alvi-verde para sempre hei de amar]

VASCO 2 X 0 CORITIBA - Brasileirão 2011

E o "pijama" falou mais alto na noite desta quinta 08/09 em São Januário, na equipe do CORITIBA, por que assim como venceu a equipe carioca pelos dois torneios em casa, um pela final da Copa do Brasil(3X2)e outra pelo Brasileirão na primeira rodada pelo placar de 5X1, agora novamente pelos 2 torneios foi a vez da equipe do Vasco vencer o limitado elenco do CORITIBA
A equipe do CORITIBA até que começou melhor e logo aos 3 min, quase marcou com o zagueiro Pereira(aonde estão os homens-gol dessa equipe?)Enfim...a equipe Coxa-Branca assumiu uma postura ofensiva contra os cariocas, que erravam muitos passes pra reclamação dos torcedores da casa. Mas esse ímpeto alvi-verde durou até os 28 min, iniciais, pois Juninho Pernambucano num lindo chute, cobrando falta da intermediária acertou o gol de Vanderlei, que apesar da minha torcida e ser um bom goleiro na minha modesta opinião falhou. 1X0. 
O CORITIBA sentiu o gol e passou a impressão que assim como uma bexiga cheia; murcha, o time do CORITIBA também murchou e não mostrou qualquer resquício de reação, mas o que se viu, foi os cariocas crescerem no jogo e quase ampliarem.
No segundo tempo, tanto a equipe da casa quanto os visitantes deram uma desacelerada, o que não impediu que o Vasco aumentasse a vantagem, pois estava um pouco melhor e aos 8 min, da etapa final, marcou o segundo. Dos mesmos pés que surgiram o primeiro, o segundo surgiu de falta também, só que dessa vez a bola foi alçada na área pela direita e o zagueiro Jonas ficou olhando Rômulo subir e dar números finais ao placar. 2X0.
Nos minutos finais o CORITIBA quase marcou em cabeçada de Everton Costa, mas o goleiro vascaíno "persona non grata" em Curitiba defendeu.  O CORITIBA reclamou ainda de penalidade em cima de Rafinha e de um gol impedido marcado por Bill, que também faz muito tempo que está deixando a desejar.
Desse jogo conclui-se o seguinte: O time do Vasco foi melhor e mereceu vencer,mesmo fazendo os gols de duas bolas paradas. Já o time do CORITIBA é limitado, assim como foi contra o  Corinthians que diga-se de passagem jogou desfalcado e essa última vitória coxa-branca em casa contra o líder talvez tenha mascarado alguns pontos. O elenco é limitado sim, Bill está pecando nas finalizações, pois quer resolver tudo sozinho, talvez culpa do posicionamento, pois joga isolado. Marcos Aurélio sumido em campo. Enfim nota-se também que o equilíbrio emocional do time está abalado, fato esse notado na atitude de Rafinha, que mesmo sendo o melhor em campo, enervou-se com um escanteio não dado ao CORITIBA, e jogou a bola com raiva ao chão e foi advertido pelo juiz. 
Ficou mais do que claro, que contratações urgem, pois o elenco é significativamente bom, mas é limitado e principalmente de um "matador", o chamado homem gol. Com os resultados da rodada o Verdão caiu da 8ª para a 10ª posição.
O próximo compromisso será no COUTO PEREIRA, 11/09 domingo, às 16:00 também contra uma equipe carioca, o Botafogo. 
[a tua camisa alvi-verde para sempre hei de amar]

CORITIBA 1 X 0 CORINTHIANS-Série A  
(Veja o gol em meus vídeos)

O CORITIBA entrou em campo numa tarde ensolarada com casa cheia vindo de três resultados negativos. Após vencer a equipe do Santos na Vila Belmiro, a equipe do Alto da Glória empatou duas e perdeu a última e a necessidade de reabilitação diante de sua torcida contra o líder do Campeonato, o Corinthians urgia. 
A novidade foi Vanderlei que depois de muito tempo surgiu como titular de baixo das metas, devido as constantes falhas do goleiro Edson Bastos desde a final da Copa do Brasil. O jogo valendo pela segunda rodada do returno, tinha a promessa de ser um grande espetáculo, pois contava com o confronto entre dois dos ataques mais positivos da competição e a expectativa era de um jogo aberto, porém não foi isso que se viu, pelo menos no primeiro tempo. 
A equipe do CORITIBA além de encontrar muita dificuldade em furar a defesa adversária, também teve que lutar contra um árbitro que invertia faltas, além de marcar falta em todo e qualquer contato coxa-branca sobre os paulistas. Além disso o árbitro favoreceu a equipe paulista deixando de marcar em três oportunidades, mão na bola por parte da equipe do Corinthians. Os paulistas quando chegavam, chegavam com perigo a meta de Vanderlei, que praticou boas defesas.
No primeiro tempo as equipes foram mais na base da vontade do que na técnica forçando mais a marcação no meio de campo, apesar disso,  ambas as equipes tiveram chances de abrir o marcador, mas o primeiro tempo terminou sem gols, num confronto equilibrado.
No segundo tempo, o CORITIBA teve mais posse de bola e chegava com perigo a meta de Júlio César. De tanto pressionar, e com o apoio de sua torcida, aos 27 min, após cruzamento pela direita vindo de Rafinha, Everton Costa escorou e Jonas, de cabeça, mandou a bola para a rede,1X0. A Torcida Coxa inflamou e por pouco o segundo não sai dos pés de Leandro Donizete com um chute fora da área. 
Nos minutos finais a equipe do Corinthians foi com tudo pra cima, pressionou,e Alex em duas oportunidades carimbou a trave de Vanderlei e por pouco o gol do empate não sai. 
Fim de jogo e uma vitória merecida, não tanto pela técnica, mas da vontade Coxa-Branca, que se superou dentro de campo e dentro das suas limitações e brindou a fidelidade de sua torcida que compareceu em grande número. Com a vitória o VERDÃO saltou da 12ª para a 8ª posição.
O próximo jogo do CORITIBA será contra seu algoz da Copa do Brasil, no dia 08/09 em São Januário, quinta-feira, às 20:30.
[a tua camisa alvi-verde para sempre hei de amar]

por fernando maio 

Nenhum comentário:

Postar um comentário