banner

17 de nov de 2011

atlético mg 2 x 1 CORITIBA - Série A



Credito a derrota juntamente com uma apresentação vergonhosa a pelo menos duas pessoas. O técnico MARCELO OLIVEIRA, o professor Pardal e LEONARDO que num lance em determinado tempo do jogo, preferiu chutar em vez de passar a bola pra RAFINHA que entrava livre.

O JOGO: O CORITIBA foi a Minas jogar com a camisa comemorativa em alusão as 24 vitórias consecutivas que projetou nacional e internacionalmente o time do ALTO DA GLÓRIA, porém, contudo e entretanto, com uma apresentação bizarra e vergonhosa, o CORITIBA não se encontrou em campo e nem de longe lembrava aquela equipe que conseguiu tal façanha e saiu derrotado pelo placar de 2 a 1 de Minas. Marcelo Oliveira opitou pela volta de JONAS que é titular, em vez de MARANHÃO, sob a alegação que ele ajudaria na defesa e na marcação e eu pergunto: Adiantou ? 
O CORITIBA começou mal a partida e não encontrava espaços e sequer teve uma chance clara de gol no primeiro tempo. Os donos da casa por sua vez, tocavam a bola rápido e sufocavam o time do ALTO DA GLÓRIA. Na base da pressão o Atlético Mineiro perdia chances claras como aos 8min, por exemplo com o jogador de Minas sendo lançado pela direita e batendo por cima.
Aos 15min, confusão na grande área e ELTINHO perdido em campo joga contra o patrimônio de cabeça, mas JECI salva em cima da linha.
Aos 19min não teve jeito, saiu o gol. Neto Berola, recebeu passe na grande área e bateu cruzado abrindo o marcador em Sete Lagoas. 1X0.
O CORITIBA que estava perdido em campo, se perdeu de vez e apavorado via os donos da casa jogarem, tanto que aos 33min novamente a equipe mineira em cobrança de falta, quase marca mas a bola saiu rasteira, perto da trave esquerda de VANDERLEI.
O primeiro tempo terminou assim com total superioridade dos donos da casa e sem o CORITIBA esboçar se quer reação, sendo completamente anulado e não tendo uma chance clara de gol. 

O SEGUNDO TEMPO: Atrás do placar o Técnico Marcelo Oliveira providenciou as alterações, depois dos 10min, com as entradas de MARANHÃO, no lugar de ELTINHO, TCHECO no lugar de LÉO GAGO e BILL no lugar de DAVI. O CORITIBA até esboçou uma reação, e o time do Atlético Mineiro recuou.
BILL, aos 30min , arriscou um chute de fora, mas o goleiro do Galo defendeu, em um dos poucos momentos de criação do time coxa-branca.
A partida ficou tensa com algumas confusões no gramado e a torcida do galo ficava agoniada, pois via que seu time estava prestes a sofrer o gol de empate. Porém a noite era alvi-negra e saiu o segundo gol. Aos 34min, Leonardo Silva foi passando pelos jogadores coxas e soltou a bomba rasteira. A bola desviou em EMERSON e entrou, enganando o goleiro VANDERLEI, para o alívio do torcedor do galo mineiro. 2X0. O gol foi um balde de água fria no CORITIBA que estava começando a reencontrar seu futebol. 
Aos 44min,  BILL diminiu mas já era tarde. O atacante recebeu em velocidade pela direita e chutou na saída do goleiro e deu números finais a partida. 2X1.
Nos minutos finais a equipe de Minas administrou e a equipe sensação do início do ano, sucumbiu diante de suas próprias limitações apresentando um futebol apático, sem criatividade e feio de se ver jogar. Com o resultado o CORITIBA permanece na 10ª posição com 51 pontos. 
PONTO POSITIVO: RAFINHA, guerreiro em campo, único jogador lúcido em campo.
PONTO NEGATIVO: A equipe que mostrou um futebol horrível digno de suburbana.
O próximo compromisso do VERDÃO será diante do campeão da Libertadores, o Santos no domingo, dia 20/11, às 19:00 no Couto Pereira. 
[a tua camisa alviverde para sempre hei de amar]

Nenhum comentário:

Postar um comentário