banner

20 de fev de 2012

atle-TIBA COM TORCIDA ÚNICA

Lamentável o maior clássico do Estado se esvaziar do seu espetáculo, por causa dos caprichos de um dirigente mal intencionado, o Douto Senhor Mário Celso Petraglia, o pivô de toda essa confusão, com consequências que jamais serão esquecidas, nem por torcedores do time da baixada e nem por torcedores do time do Alto de tantas glórias.
Numa total falta de respeito, a toda COLETIVIDADE COXA-BRANCA, assim como um desrespeito ao Estatuto do Torcedor que também está sendo ferido, o clássico atle-TIBA de quarta de feiras de cinzas(22/02 às 1930, na Vila Capanema), infelizmente vai contar apenas com a presença dos torcedores ruborizados. 
É uma lástima, e tudo isso poderia ter sido evitado, se o "Douto Dr." do time da baixada, usasse o tom do diálogo, o caminho da diplomacia e antes de tudo isso "estourar" tivesse ido contatar o representante do Maior time do Estado, mas não, ele preferiu o "viés" da incomunicabilidade e da imposição, tentando usar o "apadrinhamento" da INOPERANTE Federação para conseguir seus intentos e tomou não um só revéz, mas vários, como do TJD, STJD, e principalmente da TORCIDA COXA-BRANCA que se mobilizou e mostrou sua FORÇA, de que SEMPRE FOI CONTRA O EMPRÉSTIMO DO ESTÁDIO Major Antônio Couto Pereira para o rival, que sempre desdenhou do Maior Estádio do Paraná.
Depois de todas as tentativas frustradas com o Couto Pereira e não conseguir, foi tentar o Estádio do Paraná Clube, e também se deu mal.

E na base da imposição e da arrogância o douto senhor Mário Celso Petraglia segue seu reinado, características essas seguidas por seus comandados, pois sempre se apresentam com seus discursos de forma arrogante, marca registrada do mundo ruborizado.

Por fim, o Ministério Público além de atender os apelos do comandante do time da baixada, atendeu também o pedido da Polícia Militar que também se posicionou contra a realização do clássico com as duas torcidas, alegando que, "seria bom Torcida Única devido ao fato do jogo ser numa quarta-feira e como já é expediente normal, as pessoas já estariam voltando pra casa do trabalho e iria dificultar o trabalho da polícia. Se fosse no domingo, facilitaria o trabalho da Polícia e não teria isso", argumento apresentado pela Polícia Militar.

Segundo a Constituição Federal, todos tem direito a SEGURANÇA PÚBLICA, mas me reservo o direito de não me aprofundar nesse assunto sobre a posição da Polícia Militar e por questões óbvias, não vou deixar meu parecer.


Não posso me pronunciar contra a Instituição da qual vem meu sustento e de minha família, e que com certeza, tem seus motivos, pra realização do clássico com UMA TORCIDA SÓ, mas eu, como qualquer outro cidadão, amparados pela Constituição Federal, que nos garante LIBERDADE DE EXPRESSÃO, podemos sim, denunciar as mazelas e as aberrações cometidas por um homem, que por ser mandatário de um clube vindo de uma fusão e que sempre andou a sombra do maior rival, tenta de todas as formas, prejudicar a INSTITUIÇÃO CORITIBA FOOT BALL CLUB, bem como sua Torcida e que se intitula ser um dirigente de futebol "ex-pert"  impondo sua soberania a todos que estão a sua volta, comandados ou não, pra que sua vontade seja cumprida, assim como os seus disparates.

No entanto, quem vai perder, por tamanha falta de organização é o Estado, é o espetáculo, a partida por si só, e toda a Nação-Coxa Branca que ficou refém diante desta situação e não vai poder estar ao lado do seu time, nesse clássico que é um dos patrimônios culturais do Estado do Paraná.
Ficamos com cara de palhaço, igual a do nosso amigo nesse post,  no meio dessa confusão toda!
Até quando essa falta de organização vai durar e quando vão pensar na Torcida, que é razão de ser de um time?

Nenhum comentário:

Postar um comentário