banner

16 de fev de 2012

Cianorte 1 x 1 CORITIBA - Paranaense 2012

Coritiba empata pela terceira vez consecutiva e vê distante a chance de conquistar o Turno
Em mais um jogo onde deixou a desejar, com direito a perca de um penalti com o meia Rafinha, Coritiba trás um ponto de Cianorte, continua em terceiro e vê rival se distanciar e se é que pode comemorar, pra quem gosta de números, a invencibilidade do time subiu para 41 jogos sem perder no Estadual.

O JOGO
O Coritiba entrou em campo na noite desta quarta, 15/02 pela oitava rodada do Paranaense para enfrentar a equipe do Cianorte, usando seu terceiro uniforme todo de preto, assim escalado: Vanderlei; Jackson, Emerson, Pereira e Lucas Mendes; Willian, Junior Urso, Rafinha, Renan Oliveira e Lincoln; Marcel. 
A equipe do Cianorte por estar jogando em casa foi pra cima do Coxa na base do abafa e chegou a ser superior no início da partida, e o ataque do Leão era parado com faltas pelos atletas alviverdes. 
Com o desenrolar da partida o time do Coritiba melhorou, acertou o passe e parou o ímpeto inicial dos donos da casa e suas principais jogadas, eram as bolas áereas com Lincoln e em chutes de fora da área, e teve dois bons lances com Marcel e  com Rafinha, que obrigaram o goleiro do Cianorte a fazer boas defesas e evitar o gol do Cori.
Aos 9min, Jackson arrisca um chute de fora da área, para uma boa defesa do goleiro Fabrício que espalmou pra fora.
Aos 12min, os donos da casa reclamaram de um impedimento mal marcado, que resultou no gol, mas que foi anulado pela arbitragem.
A medida que o tempo passava o Coritiba crescia e teve boas chances com Linconl aos 22min, que recebeu passe de Rafinha e chutou, mas o goleiro mais uma vez fez outra importante defesa. Depois aos 28min, foi a vez de Rafinha, que tentou de longe, obrigando Fabrício espalmar e mandar a bola para longe. E depois dos 30 minutos, o Coritiba conseguiu ainda articular boas jogadas e chegava com perigo ao gol adversário.
Além de ter perdido outras oportunidades de gol, aos 41 minutos, novamente Marcel perde mais uma chance, ele recebe na área e tentou o cabeceio, mas a bola passou ao lado esquerdo da trave.
Apesar do equilíbrio, a equipe alviverde, foi recompensada, por ter apresentado melhor volume de jogo e de tanto insistir a recompensa veio aos 45min, num contra-ataque rápido. A bola saiu do campo de defesa alviverde, chegou nos pés de Rafinha, que fez um bonito lançamento para Junior Urso, que ganhou na velocidade do zagueiro e bateu bonito, no canto esquerdo, na saída do goleiro do Cianorte: Coxa 1×0.

SEGUNDO TEMPO
Na volta pra segunda etapa o técnico Marcelo Oliveira não procedeu nenhuma alteração, assim como o Cianorte que voltou o mesmo, assim como o ritmo de jogo, ofensivo. O Coxa começou melhor, criou chances, principalmente com Rafinha aos 10 min, o meia fez jogada individual, chegou a driblar dois jogadores, mas na hora de ficar cara a cara com Fabrício perdeu a chance, pois foi travado pela zaga na hora do chute. 
Apesar de estar melhor, o Verdão foi castigado, e aos 13min, veio o gol de empate. Na cobrança de falta, pela direita, Felipe Pinto mandou para o fundo das redes e deixou tudo igual no Albino Turbay. 1 x 1.
Depois de cedido o empate, o treinador alviverde resolveu mexer na equipe, Everton Ribeiro entrou no lugar de Lincoln e Marcel deixou o campo para entrada de Caio Vinícius. 
Com 19 minutos, Rafinha puxou contra-ataque e quando ia entrar na área, se enroscou com o marcador do Cianorte e caiu dentro da área, o árbitro assinalou pênalti para o Verdão. Rafinha fez a cobrança e o goleiro do Cianorte fez a defesa com os pés, mantendo o placar empatado.
Aos 23min, Cleiton do Cianorte, fez nova falta, e levou o segundo cartão amarelo e foi corretamente expulso pelo árbitro. Depois Marcelo Oliveira fez a última substituição, sacou Júnior Urso, e colocou Tcheco no seu lugar.
O jogo ficou aberto e apesar das mudanças efetuadas pelos técnicos, o panorama da partida não mudou muito e as duas equipes apelaram para as faltas e ficou claro a ansiedade de ambas dos dois times.
O Coritiba foi pra cima, enquanto o Cianorte se fechou na defesa esperando o Coxa e que, mesmo com um jogador a mais não conseguiu furar a retranca do time do Norte, que melhorou a marcação no meio do campo e apesar bom desempenho de Tcheco, o meia foi bem anulado pelos donos da casa.
Nos minutos finais, pressão total do Coritiba, e aos 44 minutos teve boa chance com Caio Vinícius, que lançou Renan Oliveira, o meia fintou dois adversários na direita e cruzou; a bola ficou com Lucas Mendes que chutou forte, mas foi interceptado. 
Depois aos 45min, Caio Vinícius chutou e a bola caprichosamente bateu na trave na última tentativa do Coxa.
Fim de jogo e mais um resultado não esperado e nem apreciado pela TORCIDA.

NOTA DO BLOGUEIRO
O empate não foi bom nem para um, nem para o outro, o Leão do Norte continuou com a vice-liderança e pro Coxa foi pior, por que com a terceira colocação, o título do primeiro turno ficou mais distante.
O Coxa foi melhor no primeiro tempo, mas cedeu o empate no etapa final, e o gol de empate foi como se tivessem jogado um balde de água fria e o time do Coxa  não se encontrou mais, por que foi anulado pela forte marcação dos donos da casa.
O meio de campo sem criatividade e o ataque não soube aproveitar as poucas chances que teve.
Resultado ruim, para o Coxa, o terceiro empate seguido e agora não depende mais de si para conquistar o turno.

O próximo compromisso do Verdão, será debaixo de muita pressão, no Alto da Glória no domingo, dia 19/02, às 19:30 contra a equipe do Operário, décimo colocado na tábua de classificação.

[a tua camisa alviverde para sempre hei de amar]



Nenhum comentário:

Postar um comentário