banner

19 de fev de 2012

CORITIBA 4 X 1 Operário - Paranaense 2012

Coritiba volta a apresentrar futebol convincente e goleia.

Coxa vence por 4 x 1 no Couto Pereira a equipe do Operário e volta a depender só de si para conquistar o turno.

O JOGO
O Coritiba entrou no ínício dessa noite em campo diante de sua torcida no Couto Pereira pela 9ª rodada do Campeonato Paranaense usando seu uniforme tradicional número 1, assim escalado: Vanderlei, Jackson, Emerson, Pereira, Willian Farias, Lucas Mendes, Rafinha, Junior Urso, Linconl, Renan Oliveira e Caio Vinícius e foi pra cima do time de Ponta Grossa já nos primeiros minutos, promovendo uma verdadeira blitz, tanto que o gol saiu no primeiro ataque coxa-branca.
No primeiro minuto de bola rolando, Caio Vinícius recebe passe de Jackson, o atacante que entrou no lugar de Marcel aproveita a sobra do goleiro dentro da área e abre o placar no Couto Pereira! 1x 0.
O Operário ainda tenta sair para o jogo mas fica atordoado pelo gol relâmpago.
O Coritiba entrou com tudo e dois minutos depois, nova subida ao ataque com Rafinha que avançou e rolou para Renan Oliveira, o meia aproveitou a saída de Filipe e ampliou o placar.2 x 0, com menos de 5 minutos.
Os gols relâmpagos, serviram para dar tranquilidade a equipe do Alto da Glória, que com a vantagem, passou a dominar e envolver o adversário no meio de campo. 
Aos 8min, escanteio a favor do Coritiba pela esquerda, Emerson sobe sozinho e cabeceia e quase marca o terceiro para o Verdão.
Os visitantes, seguem tocando a bola tentando chegar ao ataque e diminuir no placar, mas sem muita objetividade.
Aos 13min, o Coritiba poderia ter aumentado com Rafinha que tabela com Lincon, ele se livra da marcação, avança e chuta da entrada da área e a bola explode na trave do goleiro Felipe, que só acompanha a bola, sem esboçar reação.
Aos 24 minutos, outra chance, Jackson cruza pela direita em direção do gol, o goleiro do Operário dá um tapinha na bola e salva o terceiro gol do Coxa.
Depois dos trinta minutos, o Coritiba diminuiu o ritmo de jogo e passou a administrar o resultado, mas com isso, trouxe o Fantasma para seu campo e passou a se aproximar da área coxa-branca.
O primeiro chute do time visitante saiu dos pés de Lio Evaristo, somente aos 35 minutos, em cobrança de falta de Jocian, mas sem perigo.
Nos cinco minutos finais o Operário chegou a equilibrar a partida e aos 41min, Ceará recebe lançamento, domina na área e chuta, mas o arremate sai fraco e a bola fica com o goleiro Vanderlei.
Dois minutos depois, Ícaro tenta disparar pela direita, mas o assistente assinala o impedimento e o jogador do Operário recebe cartão amarelo por reclamação.

SEGUNDO TEMPO
O ritmo da partida melhora no segundo tempo e o técnico do Coritiba promove duas substituições já no início da etapa complementar, porém visando poupar os atletas, o treinador explica que as substituições se deram, mais por motivo de dor, do que propriamente por uma mexida técnica.  Com isso saiu Pereira e entrou Demerson no seu lugar e saiu Willian para a entrada de Tcheco.
E o Coritiba foi pra cima logo no reinício do jogo e novamente com Caio Vinícius no primeiro giro do relógio, que recebe a bola de Rafinha na frente e chuta, mas a bola vai pra fora passando perto do gol de Felipe.
O Coritiba era só pressão e aos 3min, Lincoln faz boa jogada, dribla a marcação e chuta após limpar o zagueiro e a bola passa raspando o travessão.
Mesmo pressionando, os visitantes tiveram duas chances, uma aos 6min com Jocian que faz o cruzamento da direita e Emerson tira de qualquer jeito da área. Depois aos 7, o lance mais claro, de gol do Operário. João Paulo recebe o lançamento da esquerda e sobe e cabeceia no meio de dois defensores do Coritiba quase que a queima roupa, mas o goleiro Vanderlei bem posicionado, faz boa defesa.
Os gols perdidos poderiam complicar o time caso o Operário tivesse marcado, mas a equipe visitante não soube aproveitar as chances e quem não faz, toma.
Cobrança de escanteio para o Coritiba aos 14 minutos, Linconl efetua a cobrança na medida para o lateral Jackson, que subiu mais que todo mundo e aumentou a vantagem.3 x 0.
Aos 21 minutos Emerson perde chance incrível. Na cobrança de escanteio novamente batida por Lincoln pela direita, a bola sobra para Emerson, que acaba chutando em cima do goleiro Felipe e perde a chance de ampliar.
Com a vitória praticamente assegurada, o técnico Marcelo Oliveira tirou Rafinha do jogo. O meia estava pendurado e deu lugar a Gil. Mesmo com a perda das jogadas em velocidade do meia, a equipe voltou a tomar as ações de jogo.
O Coritiba dominava o meio de campo e pressionava os visitantes. A equipe alviverde perdia uma chance atrás da outra.
Aos 24 min, Renan Oliveira arrisca de longe e bate por cima do gol.
Aos 29 boa jogada pela direita com Júnior Urso, o volante cruza, mas Zé Leandro se antecipa e joga a bola para escanteio.
Depois aos 35 minutos,  novamente com Caio Vinícius que se movimenta bem, o Coxa perde mais uma chance, o atacante se atrapalha no lance e desperdiça outra boa oportunidade de ampliar o placar para o Coritiba.
Aos 37min, Jackson é lançado na área e faz o quarto de cabeça, mas o volante estava em posição de impedimento e o árbitro, Everaldo Lambert dos Reis anula o gol.
Aos 38min, Tcheco arrisca de longe, a bola passa muito perto da trave direita de Felipe.
Só dava Coritiba, e aos 40 minutos, em mais um escanteio, a zaga do Operário corta mal, Jacson rola a bola pára Gil, que manda a bomba e marca o quarto gol alviverde.4x0.
No finzinho de jogo, aos 42, Wellington recebe e chuta cruzado de fora da área, sem chances para Vanderlei, diminuindo o placar e marcando o gol de honra do Fantasma. 4 x 1
Fim de jogo! Coritiba 4 x 1 Operário no Couto Pereira.

NOTA DO BLOGUEIRO
O Coritiba voltou a apresentar um bom futebol e dominou a maior parte do jogo. O atacente Caio Vínicius, que entrou no lugar de Marcel, deu conta do recado, aparecendo bem, com boa movimentação e além do gol marcado no primeiro minuto da partida, teve outras várias oportunidades na partida.
A diferença técnica entre os dois times era enorme e a vitória do Coritiba foi merecida, apesar da tradição do Centenário time de Ponta Grossa, que foi presa fácil para o entusiasmado time Alviverde.

O próximo compromisso do Verdão será diante de seu arqui-rival, na Quarta-Feira de cinzas, às 20:30, na Vila Capanema com torcida única.

[tua camisa alviverde para sempre hei de amar]

Nenhum comentário:

Postar um comentário